loader

Qualidade Operacional em Pauta - Distribuição de fertilizantes a lanço.

12 mai, 2021

A distribuição de fertilizantes a lanço é uma técnica muito praticada no Estado do MT e tem sido cada vez mais utilizada visando melhorar o rendimento operacional no momento de semeadura das culturas.
Esta operação é geralmente realizada antecipadamente ao plantio das culturas, em um momento de menor umidade do solo e de baixa atividade nas fazendas, como no caso do pré-plantio da soja.

As aplicações de fertilizantes a lanço também são realizadas no decorrer do desenvolvimento das culturas, como no caso das coberturas do milho e algodão, sendo em períodos mais chuvosos. Vale pontuar que alguns cuidados devem ser tomados em função dessa aplicação a lanço, pois para obter um maior rendimento operacional, é natural a busca de faixas de aplicação cada vez mais largas.

Desse modo, há necessidade de ajustes finos nos distribuidores de fertilizantes para a determinação da melhor faixa operacional, visando rendimento operacional, sem abrir mão da qualidade. Outros fatores importantíssimos são a qualidade do produto a ser aplicado, as misturas de produtos, a granulometria e a densidade dos produtos, pois são fatores que afetam diretamente a capacidade de distribuição dos fertilizantes a lanço pelas máquinas.

Na Fundação Mato Grosso, o setor de Mecanização Agrícola interage com os produtores realizando treinamentos de equipes, calibrações e acompanhamentos das operações de distribuição de corretivos e fertilizantes.

No gráfico abaixo é demonstrado um perfil de distribuição de um fertilizante onde observa-se a má distribuição ao longo da faixa operacional, concentrando o produto aplicado nos “ombros” da faixa de aplicação e uma dose de produto abaixo da recomendada no centro da passada.

A má distribuição dos fertilizantes pode causar vários problemas de desenvolvimento das culturas, refletindo na produtividade final. Com a realização da aplicação de produtos acima da dose recomendada, geralmente não ocorrem ganhos proporcionais em produtividade, ou seja, não é uma relação direta entre quanto mais se aplica fertilizantes, mais se colhe.
Porém, nos locais onde os produtos foram aplicados em menores quantidades, dependendo do nutriente, certamente o desenvolvimento das culturas e a produtividade serão afetados. Essa má distribuição de fertilizantes é responsável pelas faixas de coloração diferentes que ocorrem nas lavouras.

Faixas operacionais causadas por uma má distribuição de fertilizantes na cultura do milho safrinha. Listras mais escuras representam as faixas com maior quantidade de fertilizante e as listras mais claras são os locais que houve menor entrada de fertilizante.

Os equipamentos de distribuição de fertilizantes a lanço sofreram grandes inovações tecnológicas nos últimos anos.

Há grandes máquinas autopropelidas capazes de aplicar com alta qualidade os produtos em largas faixas operacionais e também equipamentos de arrasto com as mesmas qualidades tecnológicas.

A Fundação Mato Grosso terá enorme satisfação em interagir nas propriedades agrícolas, treinando as equipes nas calibrações das máquinas.

Nos procure para saber mais.

banner image
image close